Publicado em: 15/12/2015

O Nic.br anunciou, durante o IX fórum, 07, que pretende descentralizar o tráfego de internet do PTT de São Paulo, que atualmente corresponde a 80% do tráfego de todos os PTTs. O projeto, chamado OpenCDN, propõe a distribuição do conteúdo das principais CDNs (Content Delivery Network) para os outros 25 PTTs presentes no País.

Com a descentralização do tráfego de internet do PTT de São Paulo, o acesso a conteúdos como o Netflix e Google, por exemplo, se tornaria mais rápido. Uma vez que conteúdos destas CDNs estiverem presentes em PTTs mais próximos dos provedores de internet, estes não necessitarão mais fazer peering em São Paulo. Além de ganho em velocidade para o usuário, os provedores de internet também reduzirão custos de operação.

Para que o projeto seja colocado em prática haverá custos com equipamentos, datacenters, trânsito de internet, operação da rede, etc. Estes custos serão rateados de forma proporcional entre os usuários e os CDNs que utilizarem o recurso, o que viabilizará a participação de provedores de pequeno porte no projeto.

O projeto OpenCDN ainda está no papel. O Nic.br irá iniciar uma fase de teste em Curitiba no início de 2016 e a continuidade do projeto vai depender do sucesso desta fase inicial.

“A ABRINT considera o OpenCDN uma ação muito positiva e válida do Nic.br. A Associação já reivindicava por algo neste sentido há algum tempo, porque não só reduz custos para o provedor como também melhora a qualidade do serviço percebida pelo cliente” afirma Erich Rodrigues, presidente da ABRINT.

O IX fórum aconteceu durante a V semana da Infraestrutura da Internet no Brasil em São Paulo.

Segue a apresentação do projeto realizada pelo Nic.Br.  –> open-cdn-br-ix-forum

Diretoria de Comunicação e Marketing